• Paula Teixeira

Qual é o momento ideal para comer?

Quando vocês acham que é o momento ideal para comer?



  1. "Quero Comer!" O que é esse pensamento?

Chega o momento em que surge o pensamento "Quero Comer!", após esse pensamento é necessário uma checagem.


É fome física?

Se sim, surgirá vazio, ronco no estômago, pensamentos sobre comida, ansiedade, fraqueza, tremor, desatenção, dor de cabeça... Entre outros fatores internos.


Agora reflita: Você está sentindo muita fome? Se sim, deve comer uma refeição imediatamente. Caso seja uma fome pequena e controlável, uma comida leve.


Muitas vezes, na mentalidade da dieta, surgem vários pensamentos.

  • "Ah, mas eu comi demais na última refeição, eu não deveria estar com fome física."

  • "Eu comi faz pouco tempo, eu não deveria estar com fome física."

  • "Eu queria ter ficado mais tempo sem comer, eu não deveria estar com fome física."

Agora reflita: A gente duvida da nossa bexiga?


Se seu corpo demonstrar pra você uma vontade de fazer xixi, você não irá pensar: "Ah, já fiz muito xixi hoje... Não é hora de fazer xixi!" Você não irá questionar essa necessidade, certo? Com a fome, precisamos ter essa mesma compreensão.


Agora, entramos em um novo questionamento: O que mais pode estar acontecendo com o meu desejo em comer?


Inicio com uma breve reflexão: "Vontades não honradas, viram exagero!"


Vamos a um exemplo: "Ah, eu não vou comer esse bolo." , ou seja quando passo a me restringir, não paro de pensar na comida, intensificando o meu desejo!


Esse é um convite, para que a gente normalize a vontade de comer! Quando eu comer quando estiver com vontade, vou parar de comer quando a vontade passar. Ao contrário da fome física, em que como até a saciedade passar.


Imagine o seguinte cenário: "Estou com vontade de comer um sorvete." Porque devo comer todo o pote, se o desejo e a vontade acabarem na terceira colher?


Em torno desse pensamento, existem algumas crenças, como: "Não posso jogar essa comida fora.", Pense em maneiras de não desperdiçar alimentos, sem que você tenha que despejar para dentro de si. Posso guardar esse alimento? Posso dar para alguém? Posso dividir? Posso colocar menos no prato/pote para me certificar da minha saciedade? ou uma outra justificativa comum: "Não posso desagradar a fulana!" para esse caso, aprenda a dizer NÃO!


2. Identificando a fome Emocional


A fome emocional está diretamente ligada com a urgência.


A comida é um recurso importante para lidarmos com os nossos desconfortos, emoções e com a vida.


Se a comida for a única maneira de lidar com suas emoções, hábitos, tédio, diversão, recompensas, comemoração... Isso precisará ser revisitado!


Observamos no comer emocional algumas vantagens, desvantagens e solução.


Vantagens:

  • Alívio rápido, seguro e conhecido.

  • Eu teste e funcionou muitas vezes!

Desvantagens:

  • Com o tempo, isso gera um grande descontrole.

  • Você aprende a habitar no desconforto.

Solução:


Construção de recursos/atividades que te gerem bem estar, para encontrar outras maneiras de lidar com seus problemas emocionais.


Quer mais informações? Assista o vídeo abaixo.













40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo